Olhe para qualquer droga neste blog

Carregando...

QUESTRAN LIGHT

Composição - QUESTRAN LIGHT
cada envelope contém 4,0 g de colestiraminaanidra sob a forma de pó.


Posologia e Administração - QUESTRAN LIGHT
Questran Light não deve ser tomado na sua forma de pó. Sempre misture Questran Light com água ou outros líquidos antes de ingerir. A cor de Questran Light pode variar um pouco de lote para lote, porém esta variação não afeta o desempenho do produto. Devido ao fato da colestiramina poder se ligar a outras drogas administradas concomitantemente, os pacientes devem tomar outras drogas pelo menos 1 hora antes ou de 4 a 6 horas após a administração de Questran Light para que não haja impedimento da absorção das mesmas, ou num intervalo tão longo quanto possível. Adultos: para reduzir níveis de colesterol1 e a incidência2 de ataques cardíacos: começar com 1 envelope (4 g de resina colestiramina) em 60 a 90 ml de líquido pela manhã e à noite. Após 1 ou 2 semanas, aumentar a dose para 8 g de resina colestiramina em 120 a 180 ml de líquido pela manhã e à noite. Se necessário, aumentar a medicação até o máximo de 24 g de resina colestiramina para máxima redução do colesterol1. Sugere- se que a administração de Questran Light seja feita às refeições, mas este esquema pode ser mudado para se evitar a interferência na absorção de outras medicações. Embora o esquema posológico proposto é de 2 vezes ao dia, Questran Light pode ser administrado em 1 a 6 doses ao dia. Se houver necessidade de aumentar a dose, deverá ser realizado gradativamente e com monitoração periódica dos níveis de lipídios/lipoproteínas. Doses acima de 24 g diárias de colestiramina podem interferir com a absorção normal de gordura3. Terapia concomitante: o efeito redutor de colesterol1 da colestiramina sobre o colesterol1-total ou LDL4-colesterol1 aumenta quando a mesma é associada a um inibidor de HMG-CoA redutase (p. ex.: pravastatina, sinvastatina, lovastatina). Constata-se também uma redução maior do LDL4-colesterol1 com a combinação de ácido nicotínico e colestiramina. Evidências preliminares também dão suporte à adição de colestiramina à terapia com genfibrozil na tentativa de diminuir mais o LDL4-colesterol1 em pacientes com LDL4-colesterol1 e triglicérides5 elevados e HDL6-colesterol1 baixo. Para o alívio de prurido7 devido à obstrução biliar parcial: 4 a 8 g de resina colestiramina diariamente. Para alívio da diarréia8 induzida por má-absorção dos ácidos biliares: a dosagem inicial de Questran Light deve ser 4 g de colestiramina 3 vezes ao dia, com ajuste subseqüente da dosagem, se necessário. Para tratamento da intoxicação por clordecone: 16 g de colestiramina por dia, em doses divididas, com ajuste subseqüente, se necessário. Para tratamento da superdosagem e femprocumona: 4 g de colestiramina 3 vezes ao dia, com ajuste subseqüente, se necessário. Crianças: para reduzir os níveis de colesterol1: dose; 0,06 g/kg, 2 a 4 vezes ao dia. A dose poderá ser aumentada até o máximo de 0,36 g/kg/dia. Para minimizar os efeitos colaterais gastrintestinais potenciais, é desejável iniciar toda a terapia em crianças com uma dose diária de Questran Light. A dosagem é, então, gradativamente aumentada a cada 5 ou 7 dias até o nível desejado, para um controle eficaz. Para o alívio de prurido7: dose: 0,06 g/kg, 1 ou 2 vezes ao dia. Para o alívio de diarréia8 induzida por má-absorção dos ácidos biliares: a dose inicial de Questran Light deve ser moderada; 2 a 8 g/dia de colestiramina divididos em 3 doses está, provavelmente, dentro de uma faixa de iniciação aceitável nestes pacientes; as menores doses são indicadas para recém-nascidos. A dosagem deve então ser ajustada às necessidades e resposta do paciente. Nota: em todos os pacientes apresentando-se com diarréia8 induzida por má-absorção dos ácidos biliares, uma resposta deve ser observada dentro de 3 dias. Se isto não ocorrer, uma terapia alternativa deve ser iniciada. Para desintoxicação de crianças expostas a clordecone: não foram estabelecidas diretrizes precisas de dosagem; entretanto, recomenda-se 0,06 g/kg, 4 vezes ao dia, com ajuste subseqüente, se necessário. Para tratamento de casos de superdosagem de femprocumona: recomenda-se 0,06 g/kg, 3 vezes ao dia, com ajuste subseqüente, se necessário. Para alívio dos sintomas9 da diarréia8 aguda: na diarréia8 aguda do lactente10, a terapia essencial e a rápida reidratação com solução para reidratação oral da Organização Mundial de Saúde (SRO-OMS). - Superdosagem: relatou-se um caso de superdosagem de Questran Light, onde o paciente ingeriu 150% da dose máxima diária recomendada durante várias semanas. Não se observou efeitos adversos. Caso ocorra, entretanto, a reação principal e com maior chance de ocorrência e a obstrução do trato gastrintestinal. A localização da obstrução, o grau de obstrução e a presença ou ausência de motilidade visceral normal determinarão o tratamento.


Precauções - QUESTRAN LIGHT
gerais: antes de instituir a terapia com Questran Light (resina colestiramina), deve- se investigar e tratar, especificamente, doenças que acarretam aumento do nível sangüíneo de colesterol1, tais como, hipotireoidismo11, diabetes mellitus12, síndrome nefrótica13, disproteinemias e doença obstrutiva do fígado14. Ainda antes de iniciar a terapia com Questran Light, deve-se tentar controlar o colesterol1 sérico através de dieta apropriada, redução de peso e do tratamento de eventuais distúrbios que possam ser a causa da hipercolesterolemia15. Os níveis séricos de colesterol1 deverão ser determinados freqüentemente durante os meses iniciais da terapia e depois, periodicamente. Uma redução favorável do colesterol1 deverá ocorrer durante o primeiro mês de tratamento com Questran Light. A terapia deverá ser continuada para manter a redução do colesterol1. Os níveis séricos de triglicérides5 deverão ser medidos periodicamente para se detectar a ocorrência de alterações significativas. Por seqüestrar ácidos biliares, a resina colestiramina pode interferir com a absorção normal de gorduras quando dada em altas doses (24 g diariamente). Em tais dosagens, Questran Light pode impedir a absorção de vitaminas lipossolúveis, tais como, as vitaminas A, D e K. Quando da administração de Questran Light em altas doses e por longos períodos de tempo, deverá ser considerada a suplementação diária de vitaminas A, D e K (o uso crônico16 da resina colestiramina pode estar associado a uma tendência maior ao sangramento devido à hipoprotrombinemia associada à deficiência de vitamina17 K. Normalmente, este quadro responde imediatamente à administração parenteral de vitamina17 K; recorrências podem ser prevenidas pela administração oral de vitamina17 K). Relata-se redução do folato sérico ou do folato dos eritrócitos18 e a suplementação de ácido fólico deve ser considerada nestes casos. Uma vez que a resina colestiramina pode se ligar a outras drogas dadas concomitantemente, o intervalo entre a administração da resina colestiramina e de outras medicações deve ser o mais longo possível. Os pacientes deverão tomar outras drogas pelo menos 1 hora antes ou 4 a 6 horas após a colestiramina. Existe a possibilidade de que o uso prolongado da colestiramina em altas doses possa produzir acidose19 hiperclorêmica, por ser uma resina de troca aniônica na forma de cloreto. Tal fato tende a ocorrer principalmente em pacientes mais jovens e menores, onde a dosagem relativa pode ser maior. A resina colestiramina pode produzir ou agravar constipação20 preexistente ou condições relacionadas, como hemorróidas21. Em pacientes constipados, a dosagem de colestiramina deverá ser diminuída, pois pode produzir impactação. Em pacientes com sintomas9 clínicos de doença arterial coronariana, onde o endurecimento das fezes deve ser evitado, a dosagem de Questran Light deverá ser titulada para prevenir a constipação20. Testes laboratoriais: os níveis séricos de colesterol1 devem ser determinados freqüentemente durante os meses iniciais de terapia e periodicamente depois. Os níveis séricos de triglicérides5 devem ser medidos periodicamente para detectar se ocorreram alterações significativas. Uso na gravidez22: já que Questran Light não é absorvido sistemicamente, não se espera que possa causar algum dano fetal quando administrado durante a gravidez22 nas dosagens recomendadas. Não há estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas e a conhecida interferência na absorção de vitaminas lipossolúveis pode ser deletéria mesmo em presença de suplementação. Uso na lactação23: deve-se administrar Questran Light com cautela às mulheres que estejam amamentando. A possibilidade de ocorrência de carência de vitaminas na mãe, descrita no item acima, pode ter efeito sobre o lactente10. Uso pediátrico: a experiência em crianças e recém-nascidos é limitada. Os efeitos da administração prolongada, assim como a manutenção de níveis diminuídos de colesterol1 em pacientes pediátricos ainda não são conhecidos. Interações medicamentosas: Questran Light pode retardar ou reduzir a absorção de medicação oral concomitante, tais como, a fenilbutazona, varfarina, clorotiazida (ácida), tetraciclina, penicilina G, fenobarbital, preparações da tireóide e tiroxina e digitálicos. A descontinuidade de Questran Light pode ser prejudicial à saúde se uma droga com potencial tóxico, como os digitálicos, tiver sido titulada para níveis de manutenção, enquanto o paciente estava em tratamento com Questran Light. Questran Light pode interferir na farmacocinética de drogas (p. ex.: estrógenos) que sofrem a recirculação êntero-hepática.


Reações adversas - QUESTRAN LIGHT
a reação adversa mais comum é constipação20. Os fatores predisponentes para a maioria das queixas quando da utilização de Questran Light como agentes redutor de colesterol1 são alta dosagem e idade avançada (paciente acima de 60 anos). A constipação20 normalmente é leve, transitória e pode ser controlada com terapia convencional24. Alguns pacientes requerem uma diminuição temporária na dosagem ou interrupção da terapia. Reações adversas menos freqüentes: desconforto abdominal, flatulência, náusea25, vômitos26, diarréia8, pirose, anorexia27, dispepsia28 e esteatorréia, tendências ao sangramento por hipoprotrombinemia (deficiência de vitamina17 K), assim como deficiências de vitamina17 A (relata- se cegueira noturna raramente) e D, acidose19 hiperclorêmica em crianças e osteoporose29, erupções e irritação da pele, língua e região perianal. Um bebê de 10 meses com atresia biliar teve impactação devido, provavelmente, ao Questran Light, após 3 dias de administração de 9 g diários (contendo 4 g de resina colestiramina). Ele desenvolveu uma sépsis intestinal aguda e faleceu. Observa-se, ocasionalmente, material calcificado nos ductos biliares, incluindo calcificação da vesícula biliar30, em pacientes que receberam resina colestiramina. No entanto, isto pode ser uma manifestação de doença hepática e não estar relacionada com a droga. Um paciente apresentou cólica biliar em cada uma das três ocasiões em que tomou colestiramina. Em um paciente com diagnóstico31 de complexo sintomático abdominal agudo32, detectou-se uma massa pastosa no cólon transverso quando observado através dos raios X. Outros eventos (não necessariamente relacionados coma33 droga) ocorridos em pacientes tomando Questran Light incluem: gastrintestinais: hemorragia34 retal, fezes pretas, sangramento hemorroidal, hemorragia34 de úlcera duodenal35 conhecida, disfagia36, soluços, ataque de úlcera37, sabor ácido, pancreatite38, dor retal, diverticulite39, eructação. Alteração de testes laboratoriais: anormalidades da função hepática. Hematológicos: tempo de protrombina diminuído ou aumentado, equimoses e anemia40. Hipersensibilidade: urticária41, asma42, chiados e dispnéia43. Musculoesqueléticos: dores nas costas, dores nos músculos e nas articulações, artrite44. Neurológicos: cefaléia45, ansiedade, vertigem46, tontura47, fadiga, zumbidos, síncope48, sonolência, dor no nervo femoral, parestesia49. Ocular: uveíte. Renal50: hematúria51, disúria52, urina53 com dor de queimado, diurese54. Outros: alterações de peso, aumento da libido, adenopatia55, edema56, sangramento gengival, cáries57 dentárias, anemia40.


Contra-Indicações - QUESTRAN LIGHT
para pacientes que apresentam história de hipersensibilidade a quaisquer dos seus componentes, com obstrução biliar completa, nos quais a bile58 não é secretada no intestino. Advertência: fenilcetonúricos: Questran Light contém 16,8 mg de fenilalanina por dose de 4 g de colestiramina anidra.


Indicações - QUESTRAN LIGHT
redução dos níveis de colesterol1 sérico e prevenção da doença coronária aterosclerótica. É indicado como terapia complementar à dieta para redução de níveis elevados de colesterol1 sérico em pacientes com hipercolesterolemia15 do tipo IIa de Frederickson ou primária (teor elevado de lipoproteínas de baixa densidade). Questran Light pode ser útil para reduzir o colesterol1 elevado que ocorre em pacientes com hipercolesterolemia15 e hipertrigliceridemia combinadas, desde que não seja este último o distúrbio mais importante. Relata- se que a terapia em longo prazo com colestiramina pode provocar um leve aumento (10%) do nível de colesterol1-HDL6, que pode ser associado com a diminuição da progressão da aterosclerose59. Estudos arteriográficos randomizados controlados em pacientes hiperlipidêmicos com doença da artéria60 coronária, tratados com colestiramina e dietoterapia, mostraram regressão das lesões ateroscleróticas. Redução do quadro pruriginoso associado à obstrução biliar parcial. Demonstra-se que Questran Light possui efeito variável no colesterol1 sérico destes pacientes. Pacientes com cirrose61 biliar primária podem apresentar colesterol1 elevado como parte da doença. Como coadjuvante da terapia de reidratação no quadro diarréico devido à má-absorsão de ácidos biliares, associada aos seguintes grupos etiológicos: diarréias resultantes de patologias e/ou perda de íleo; diarréias resultantes de distúrbios funcionais (orgânicos e cirúrgicos) ou doenças infecciosas. Para desintoxicação de pacientes expostos ao Clordecone ou em casos de superdosagem com Femprocumona. Questran Light se liga a estas substâncias no intestino, interrompendo assim sua circulação62 êntero-hepática, diminuindo, conseqüentemente, seus níveis séricos.


Apresentação - QUESTRAN LIGHT
caixas com 10 envelopes.





QUESTRAN LIGHT - Laboratório

Nenhum comentário:

Postar um comentário