BINOTAL

Binotal®

Ampicilina sódica

Ampicilina triidratada

Uso adulto e pediátrico




Formas farmacêuticas e apresentações - BINOTAL
BINOTAL é apresentado nas dosagens de 500 mg e 1.000 mg; na formada comprimidos, em embalagens com 12 ou 18 unidades e com 25 frascos - ampolas na forma injetável.


Composição - BINOTAL

Cada comprimido ou frasco- ampola contém: BINOTAL 500: 500 mg de ampicilina, BINOTAL 1000; 1.000 mg de ampicilina.


Informações técnicas - BINOTAL
BINOTAL é uma penicilina semi- sintética de amplo espectro, bactericida, pois inibe a síntese da parede celular, tanto de germes Gram-positivos quanto Gram-negativos. Pode ser usado tanto por via oral como parenteral. Após a administração oral é absorvido em 30% a 60%, e os níveis sangüíneos máximos são alcançados após 90 a 120 minutos. A ampicilina penetra nos tecidos, atravessa a barreira placentária e é excretada no leite materno. A excreção se efetua principalmente por via renal1, na forma não-metabolizada, mas também através da bile2 e das fezes.


Indicações - BINOTAL

Infecções dos tratos urinário, respiratório, digestivo e biliar. Infecções localizadas ou sistêmicas, especialmente causadas por germes do grupo dos enterococos, Haemophilus, Proteus. Salmonella e E. coli. BINOTAL pode ser administrado durante a gravidez3 Está indicado nas infecções bucais, extrações infectadas e outras intervenções cirúrgicas.


Contra-indicações - BINOTAL
Pacientes alérgicos a penicilina. Não deve ser administrado a pacientes sensíveis às cefalosporinas devido ao risco de reação alérgica4 cruzada.


Precauções - BINOTAL

Deve ser usado com cautela em pacientes com antecedentes alérgicos (asma5 brônquica, urticária6 ou febre do feno7). Durante a gravidez3 e na lactação8 deve ser usado quando estritamente indicado. Pacientes com infecções virais como mononucleose9 a leucemia10 linfática apresentam grande risco de exantema11. Não existem até o momento indícios de carcinogênese, mutagênese, teratogênese ou alterações de fertilidade.


Interações medicamentosas - BINOTAL
O uso concomitante de alopurinol e ampicilina aumenta a incidência12 de erupções cutâneas. O uso concomitante com anticoncepcionais orais diminui a eficácia destes.


Reações adversas - BINOTAL

Reações cutâneas (morbiliformes, eritema13, etc.), alterações gastrintestinais. Raramente: aumento das provas de função hepática, alterações hematológicas, abre medicamentosa, nefrite14 intersticial aguda e outras manifestações alérgicas. Muito raramente: reações anafiláticas15, inclusive choque16 e convulsão17. No caso de colite18 pseudomembranosa (diarréia19 grave persistente), o medicamento deve ser suspenso. Tromboflebite20 na administração parenteral.


Posologia - BINOTAL
Forma oral: 1 comprimido de BINOTAL 500 ou 1.000 a cada 6 a 8 horas, por um período mínimo de 7 dias. Forma injetável: Recém- nascidos até o 5º dia: 50 a 100 mg/kg por dia, em 2 vezes. Lactentes21 do 5º dia até o 1º mês de vida: 100 a 200 mg/ Kg por dia, em 3 vezes. Lactentes21 a partir do 1º mês até crianças menores de 6 anos: 100 a 200 mg/kg por dia, em 3 vezes. Crianças maiores de 6 anos e adultos: 2 a 4 g/ dia, a cada 6 horas. Pacientes em diálise peritoneal22 não necessitam de mudança no esquema posológico.


Administração e modo de usar - BINOTAL

Forma oral: Os comprimidos da BINOTAL devem ser deglutidos com um pouco de líquido, independentemente das refeições. A ingestão de alimentos interfere na absorção de ampicilina, portanto recomenda- se sua tomada 30 minutos a 1 hora antes das refeições. Forma parenteral: Para o uso parenteral dissolve-se o conteúdo de um frasco-ampola em água para injeção23. A administração parenteral efetua-se com solução aquosa de 10% a 20%, por vias intramuscular, endovenosa ou infusão endovenosa. A solução de BINOTAL pode ser adicionada às soluções comuns de infusão. Entretanto desaconselha-se a injeção23 ou infusão do BINOTAL misturado a outros medicamentos. Os derivados de tetraciclina são incompatíveis com ampicilina. A solução de BINOTAL mantém sua atividade por 6 horas se conservada abaixo de 80C. Em soluções comuns de infusão a 1%, BINOTAL é estável, até o máximo da 6 horas, e estável somente por 2 horas nas soluções glicosadas. A aplicação endovenosa deve ser feita no tempo usual de 20 minutos, A injeção intramuscular24 não deve ultrapassar o volume de 5 ml.


Superdose e efeitos tóxicos - BINOTAL


Reações cutâneas, podem regredir espontaneamente em poucas horas ou dias. O controle destas pode ser obtido com a administração de anti- histamínicos. Ao primeiro sinal25 de reação alérgica4, administrar imediatamente 0,3 a 1 ml de adrenalina intramuscular ou, em casos severos, 0,2 ml diluídos, por via endovenosa. Outras doses podem ser necessárias, caso não se observe melhora. A urticária6 pode ser tratada com corticosteróides por via oral. A ampicilina pode ser removida pela hemodiálise26.Venda sobre prescrição médica.



BINOTAL - Laboratório

Nenhum comentário:

Postar um comentário