CILINON

CILINON
Ampicilina Sódica
500 mg - 1000 mg


Forma Farmacêutica e Apresentação - CILINON®
Pó para solução injetável.
Embalagem contendo 1 frasco- ampola com diluente.
Embalagem contendo 100 frascos- ampolas com ou sem diluente.
USO ADULTO

Composição - CILINON®

Cada frasco- ampola de 500 mg contém:
Ampicilina sódica....................500 mg
Cada frasco- ampola de 1000 mg contém:
Ampicilina sódica....................1000 mg
Cada ampola do diluente contém: Água para injeção1, estéril e apirogênica.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE - CILINON®
• O produto deve ser mantido em local fresco.• Ao adquirir um medicamento, verifique o prazo de validade na embalagem. O produto mantém sua estabilidade, desde que sejam observados os cuidados de conservação indicados. Não utilize medicamentos após vencido o prazo de validade.
• A solução injetável reconstituída deve ser aplicada lentamente, segundo o descrito em "Posologia".
• A Ampicilina é um antibiótico derivado das penicilinas, que age sobre os germes sensíveis.
• Informe seu médico a ocorrência de gravidez2 na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao médico se está amamentando.
• Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis com o uso do produto, tais como: reações alérgicas ou distúrbios digestivos.
• Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
• A Ampicilina não deve ser utilizada por pacientes alérgicos às penicilinas ou cefalosporinas.
• TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
• Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.
• NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS - CILINON®
Características - CILINON®
A atividade bactericida da ampicilina depende da capacidade de alcançar e de se ligar a proteínas3 específicas que têm afinidade por penicilinas (PBP1 e PBP3), localizadas na membrana citoplasmática. Após a ligação com a membrana citoplasmática, a ampicilina inibe a septação e a síntese da parede celular, provavelmente por acetilação das transpeptidases da membrana; impedindo a ligação cruzada das cadeias de peptidoglicano, necessárias para a rigidez da parede bacteriana. Desta forma, ocorre a lise e o alongamento nas bactérias sensíveis. Bactérias com rápida divisão celular são as mais sensíveis à ação das penicilinas.


Indicações - CILINON®

É indicada em infecções causadas por germes Gram- positivos e Gram-negativos, sensíveis à ampicilina, tais como: bronquite aguda4 ou crônica, adenoidite, amigdalite, faringite5, otite6, sinusite7, mastoidite, septicemias, endocardite8 bacteriana, meningite9, febres tifóide e paratifóide, shiguelose, infecções dos tratos urinário e ginecológico, broncopneumonia10.


Contra-indicações - CILINON®
É contra- indicada em pacientes sensíveis as penicilinas. Reações cruzadas com cefalosporinas podem ocorrer.
Usar com atenção em pacientes com histórias de asma11, alergia12, urticária13, febre do feno14, diarréia15, colite16 ulcerativa, enterite regional, colite16 pseudomembranosa, mononucleose17 e na disfunção renal18.


Precauções - CILINON®

Recomenda- se a realização de testes de sensibilidade bacteriológica antes da instituição da medicação antibiótica. Verificar cuidadosamente a sensibilidade do paciente, pois podem ocorrer reações anafiláticas19 que exigem tratamento de emergência.
Quando o produto foi usado por tempo prolongado poderão surgir superinfecções20 por germes resistentes. Doses elevadas em recém- nascidos ou em pacientes com uremia21 podem levar à convulsões.
A indicação do produto durante a gravidez2 ou amamentação22 deve levar em conta a relação risco/benefício, pois a segurança do uso nestes casos não está completamente estabelecida.


Interações medicamentosas - CILINON®
Pacientes recebendo alopurinol para o tratamento de hiperuricemia podem desenvolver erupções cutâneas induzidas pela ampicilina.
Cloranfenicol, eritromicinas, sulfonamidas e tetraciclina podem interferir com o efeito bactericida da ampicilina.
Anticoncepcionais orais estrogênicos podem ter sua eficácia diminuida devido à estimulação do metabolismo23 dos estrógenos ou à redução da circulação24 enterohepática dos estrógenos.
É aconselhável o uso de outros métodos anticoncepcionais durante o uso da ampicilina.


Efeitos colaterais - CILINON®

Reações alérgicas podem ocorrer principalmente em pessoas sensíveis às penicilinas e/ou naquelas com asma11, eczema25 e febre do feno14. Também pode ocorrer erupção ou "rash26" cutâneo, podendo ser urticariforme ou maculopapular, aparecendo, em geral, após cerca de uma semana de uso.
Pacientes com mononucleose17 desenvolvem "rash26" cutâneo com o uso de ampicilina, assim como aqueles portadores de leucemia27 linfóide. Existe controvérsia quanto à causa dessa reação cutânea provocada pela ampicilina, pois pode ocorrer o desaparecimento completo do "rash26" com a continuidade do tratamento, o que favorece a hipótese de uma reação tóxica ao invés de alérgica. Porém, como em muitas ocasiões é impossível distingüir- se entre uma reação alérgica28 e tóxica, deve-se tomar precauções com seu uso, especialmente em pacientes com história de alergia12 a outras penicilinas.
Também podem ocorrer diarréia15, náuseas29 e vômitos30, porém são mais freqüentes com as apresentações orais da ampicilina.
Colite16 pseudomembranosa tem sido relatada em poucos casos. Também pode ocorrer febre31, porém mais raramente.
Alguns casos de neutropenia32 já foram descritos.
Como para qualquer outra penicilina, pode ocorrer nefrite33 intersticial, porém com baixa freqüência. Alguns casos raros de convulsões em pacientes com nível sérico muito elevado foram relatados.


Posologia - CILINON®
Adultos: de 1 a 2 g/24 horas, em doses divididas a cada 6 ou 8 horas.
Crianças: de 25 a 100 mg/kg/dia, em doses iguais a cada 6 ou 8 horas.
As doses podem ser aumentadas de acordo com a gravidade do caso. Nas meningites bacterianas recomenda- se até 14 g/dia para adultos e até 200 mg/kg/dia para crianças. O tratamento deve prolongar-se por 48 a 72 horas após cessarem os sintomas34 ou tornarem-se negativas as culturas.
Administração Intramuscular: Diluir com o diluente (água para injeção1) o conteúdo do frasco- ampola e aplicar em injeção intramuscular35 profunda.
Administração Endovenosa Direta: Aplicar diretamente na veia, lentamente, de 3 a 5 minutos (500 mg) e 10 minutos (1000 mg).
Administração Endovenosa Contínua: Misturar a solução diluída em fluídos para infusão (soro36 fisiológico ou glicosado 5% ou 10%) obtendo uma concentração entre 2 a 30 mg/ml e aplicando em 4 a 8 horas de infusão contínua.


Superdosagem - CILINON®

As penicilinas apresentam baixa toxicidade direta no homem. O risco da administração de altas doses é o possível efeito irritante sobre o Sistema nervoso37 central e periférico, podendo causar ataque epileptiforme. A ampicilina é removível por hemodiálise38, mas não por diálise peritoneal39.
A ampicilina sódica fornece 61,9 mg (2,7mEq) de sódio em 1000 mg. Pacientes com tendência à hipernatremia devem ser monitorados quanto aos eletrólitos sangüíneos.


Pacientes idosos - CILINON®

O produto pode ser usado por pacientes com idade acima de 65 anos, desde que se observe as precauções necessárias. A depuração da ampicilina nesses pacientes está diminuída.
Farm. Resp.: Drª Eliana de Paula D. Oriolo - CRF-SP nº 6.704 - M.S. 1.0270.0043
Ariston Indústrias Químicas e Farmacêuticas Ltda.
Rua Adherbal Stresser, 84 - Jardim Arpoador - São Paulo - SP - CEP 05566-000
Serviço ao Consumidor Ariston: 0800- 55-6222
C.N.P.J. 61.391.769/0001- 72 - Indústria Brasileira
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Lote, fabricação e validade: vide embalagem



CILINON - Laboratório

Nenhum comentário:

Postar um comentário