Diserim

Diserim

Bendroflumetiazida + flufenazina cloridrato


FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES - Diserim®
Comprimidos de 2,5 mg de bendroflumetiazida e 1 mg de flufenazina cloridrato: Caixas com 10 e 20 comprimidos revestidos

USO ADULTO



COMPOSIÇÃO - Diserim

Cada comprimido revestido contém:
Bendroflumetiazida 2,5 mg
Flufenazina, cloridrato 1 mg
Excipientes* qsp 1 com
*Excipientes: fosfato de cálcio tribásico, croscarmelose
sódica, estearato de magnésio, lactose, celulose
microcristalina, hidroxipropilmetilcelulose, dióxido de
titânio


INFORMAÇÕES AO PACIENTE - Diserim®
Ação esperada do medicamento: DISERIM contém bendroflumetiazida e flufenazina cloridrato que controla
com eficácia o nervosismo, a irritabilidade, a insônia e demais quadros de retenção hidrossalina da síndrome1 pré- menstrual
Cuidados de armazenamento: Os comprimidos devem ser mantidos em sua embalagem original, na
temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC), ao abrigo da umidade e protegido da luz.
Prazo de validade: Não utilize medicamento com a validade vencida. O prazo de validade de DISERIM está
impresso na embalagem e é de 24 meses após a data de fabricação.
Gravidez2 e lactação3: Informe seu médico a ocorrência de gravidez2 na vigência do tratamento ou após o seu
término. Informar igualmente se estiver amamentando.
Deve- se avaliar os riscos e benefícios do tratamento de DISERIM durante a amamentação4, desde que o diurético5 bendroflumetiazida é eliminado pelo leite materno. A segurança do uso de DISERIM durante a gravidez2 não foi estabelecida, não sendo recomendada a utilização do produto.
Cuidados de administração: Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a
duração do tratamento. DISERIM por conter somente 2,5 mg de diurético5 tiazídico tem uma ocorrência pouco provável de desequilíbrio eletrolítico. Os sinais6 clínicos mais comuns do desequilíbrio eletrolítico incluem boca seca, sede, fraqueza, hipotensão7, taquicardia8, cãibras musculares e vômitos9. Raramente a flufenazina existente no DISERIM pode elevar os níveis de prolactina10, razão pela qual não se recomenda no tratamento de pacientes com carcinomatose mamária.
Interrupção do tratamento: Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico.
Reações Adversas: Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis. Com menor
freqüência a paciente pode apresenta: anorexia11, náusea12, vômito13, diarréia14, constipação15, icterícia16 colestática,
hipotensão7, parestesia17, anemia18 hemol í t ica, agranulocitose19, púrpura, " rash20" cutâneo, urticária21, hiperglicemia22

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS

Ingestão concomitante com outras substâncias:
Durante o tratamento com DISERIM deve- se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas. Qualquer medicamento só deve ser utilizado sob a supervisão e cuidado médico.
Contra- indicações e precauções: Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.
DISERIM não deve ser usado durante a gravidez2 e a lactação3.
DISERIM é contra- indicado em pacientes que tenham previamente demonstrado hipersensibilidade aos seus componentes ou a drogas derivadas do radical sulfonamida ou a fenotiazínicos. Está contra-indicado
ainda nas insuficiências renais graves.

Riscos da auto- medicação:

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO; PODE SER PERIGOSO PARA A SUA
SAÚDE.


INFORMAÇÕES TÉCNICAS - Diserim®


CARACTERÍSTICAS - Diserim®

O DISERIM é a associação de flufenazina cloridrato e bendroflumetiazida. A flufenazina cloridrato permite ocontrole das manifestações psíquicas e emocionais e a bendroflumetiazida controla satisfatoriamente as
manifestações decorrentes da retenção hidrossalina.
É freqüente encontrarmos sintomas23 de irritabilidade, nervosismo, insônia e cefaléia24 nos quadros clínicos em
que ocorre retenção hidrossalina na tensão pré- menstrual.
DISERIM controla com eficácia o nervosismo, a irritabilidade e a insônia da síndrome1 pré- menstrual
e dos demais quadros da retenção hidrossalina


INDICAÇÕES - Diserim®

• Tratamento sintomático da síndrome1 de tensão pré- menstrual, quaisquer que sejam os sintomas23 com que
ela se exteriorize;
• Como medicação coadjuvante no tratamento da obesidade25;
• Como diurético5 nos edemas de pequena e moderada intensidade.


CONTRA-INDICAÇÕES - Diserim®

DISERIM é contra- indicado em pacientes que tenham previamente demonstrado hipersensibilidade aos seus componentes ou a drogas derivadas do radical sulfonamida ou a fenotiazínicos. Está contra-indicadoainda nas insuficiências renais graves.


PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS - Diserim®

Todos os pacientes que recebem terapia diurética devem ser observados para os sinais6 clínicos de
desequilíbrio eletrolítico, tais como hiponatremia, hipocloremia, alcalose26 e hipocalemia. DISERIM por
conter somente 2,5 mg de diurético5 tiazídico tem uma ocorrência pouco provável de desequilíbrio eletrolítico.

Os sinais6 clínicos mais comuns do desequilíbrio eletrolítico incluem boca seca, sede, fraqueza,
hipotensão7, taquicardia8, cãibras musculares e vômitos9.
Raramente a flufenazina existente no DISERIM pode elevar os níveis de prolactina10, razão pela qual não se
recomenda no tratamento de pacientes com carcinomatose mamária.

Amamentação4
Deve- se avaliar os riscos e benefícios do tratamento de DISERIM durante a amamentação4, desde que o
diurético5 bendroflumetiazida é eliminado pelo leite materno.

Gravidez2
A segurança do uso de DISERIM durante a gravidez2 não foi estabelecida, não sendo recomendada a utilização do produto.


INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS - Diserim®
O DISERIM pode potencializar os efeitos produzidos pela ingestão de bebidas alcoólicas. Desta forma,
durante o tratamento evite ingerir bebidas alcoólicas.


REAÇÕES ADVERSAS - Diserim®

A bendroflumetiazida está presente no DISERIM na pequena dosagem de 2,5mg por comprimido, com o
emprego de doses maiores há o relato de reações adversas:

Sistema gastrintestinal: anorexia11, náusea12, vômito13, diarréia14, constipação15, icterícia16 colestática.

Sistema Nervoso27 Central: hipotensão7, parestesia17.

Hematológico: anemia hemolítica28, agranulocitose19 Cardiovascular: hipotensão7 ortostática

Hipersensibilidade: púrpura, " rash20" cutâneo, urticária21 Outros: hiperglicemia22 (pacientes diabéticos ou prédiabéticos), hiperuricemia, fraqueza.
Até o momento não há relato de ocorrência destas reações diretamente relacionadas com o emprego de
DISERIM.


POSOLOGIA - Diserim®
Na tensão pré- menstrual, recomenda-se o tratamento com DISERIM na dose de um comprimido revestido diário nos 10 dias que precedem a data provável da menstruação29. O comprimido revestido deve ser ingerido
pela manhã, evitando- se dessa maneira que a ação do diurético5 possa interferir com o período de sono. O
tratamento pode, entretanto, ser iniciado a qualquer tempo, dentro do período de 10 dias que antecede a data prevista da menstruação29.

Como medicação coadjuvante no tratamento da obesidade25 e na retenção líquida e irritabilidade comuns
nos cardíacos e nos hipertensos de leve a moderada intensidade, recomenda- se um comprimido diário. Doses maiores poderão ser usadas à critério médico.


CONDUTA NA SUPERDOSAGEM - Diserim®

Poderão surgir sintomas23 relacionados com dosagens excessivas de fenotiazínicos, movimentos involuntários, hipotensão7, reações autonômicas, letargia ou fenômenos clínicos relacionados com a desidratação30. O paciente deve ser submetido a tratamento adequado por orientação médica.


PACIENTES IDOSOS - Diserim®

As doses e cuidados para pacientes idosos, são as mesmas recomendadas para os adultos.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA SUJEITA À RETENÇÃO

Nº do lote; Data de Fabricação e Data de Validade: Vide cartucho e/ou rótulo

Reg. M.S.: 1.0118.0158
Farm. Resp.: Dr. Eduardo Sérgio M. Magliano
CRF- SP Nº 7179

APSEN FARMACÊUTICA S/A
Rua La Paz, nº 37/67 - São Paulo - SP
CNPJ 62.462.015/0001- 29
INDÚSTRIA BRASILEIRA

Centro de Atendimento ao Consumidor
0800 16 5678



Diserim - Laboratório

Nenhum comentário:

Postar um comentário