MIGRANE

Composição - MIGRANE
cada comprimido contém: tartarato de ergotamina1 mg; metilbrometo de homatropina 1,2 mg; ácido acetilsalicílico 350 mg; cafeína 100 mg; aminoacetato de alumínio 48,7 mg; carbonato de magnésio 107,5 mg. Excipiente q.s.p. 1 comprimido.


Posologia e Administração - MIGRANE
1 a 2 comprimidos, 3 ou mais vezes ao dia. No tratamento abortivo da crise de enxaqueca1, tomar 2 comprimidos nos primeiros sinais2 de crise. Não havendo suficiente melhora, administrar mais 2 comprimidos de 30 em 30 minutos até a dose máxima de 6 comprimidos nas 24 horas. Uma vez individualizada a dose útil, tomá- la nas crises posteriores de uma só vez. - Superdosagem: o tratamento consiste na eliminação de Migrane através de medidas apropriadas (êmese3 e lavagem gástrica4) e condutas sintomáticas (manutenção de ventilação pulmonar adequada, controle das convulsões, tratamento de choque5).


Precauções - MIGRANE
os anticoagulantes podem acentuar o efeito hemorrágico do ácido acetilsalicílico sobre a mucosa6 gástrica. Migrane não é indicado para o uso profilático, pois, em alguns casos, pode aumentar as náuseas7 e os vômitos8 nas crises de enxaqueca1 antes de proporcionar o alívio dos mesmos. Durante a lactação9 os riscos do tratamento deverão ser avaliados em relação aos benefícios, pois os alcalóides do Ergot inibem a lactação9 e podem causar ergotismo no neonato10. Interações medicamentosas: o ácido acetilsalicílico apresenta interação medicamentosa com as seguintes drogas: acetazolamida, anticoagulantes orais, hipoglicemiantes11, metotrexato e probenecida. Vasoconstritores, inclusive os presentes em alguns anestésicos locais ou vasopressores podem produzir isquemia12 vascular13 periférica, o mesmo pode ocorrer com a nicotina aos fumantes inveterados.


Reações adversas - MIGRANE
ergotamina: náuseas7, vômitos8, cefaléia14, sede, prurido15, pulso fraco, dormência e tremor de extremidades, confusão, insônia e inconsciência16. Ergotismo crônico17 pode resultar de superdosagem terapêutica, especialmente se administrado a pacientes após infecção18 grave, tais como, febre19 puerperal, e a pacientes com doença hepática ou hipertireoidismo20. Distúrbios circulatórios devido à vasoconstrição e formação de trombos são comumente os primeiros sintomas21 a aparecer, incluindo dor muscular severa e estase vascular13, resultando gangrena22 periférica seca. Dor anginosa, taqui ou bradicardia23 e hipotensão24 ou hipertensão25 podem ocorrer. Outros sintomas21 são tonteiras e fraqueza das pernas, miose. Sintomas21 neurológicos incluem hemiplegia26 e convulsão27. Cafeína: os efeitos colaterais da cafeína incluem náusea28, cefaléia14 e insônia. Doses excessivas podem determinar agitação, excitação, tremor muscular, zumbido, taquicardia29. Ácido acetilsalicílico: sintomas21 como náusea28, gastralgia e distúrbios gastrintestinais podem ocorrer em toda medicação que contenha o ácido acetilsalicílico. Tem sido relatada a ocorrência de sangramento gastrintestinal com ou sem ulceração, assim como de erupções cutâneas com o uso do ácido acetilsalicílico. Pode ocorrer irritação da mucosa6 gástrica mesmo com baixas doses. Pode ocorrer hipersensibilidade, manifestada principalmente como asma30, o aparecimento de reações cutâneas, urticária31 e rash32 cutâneo. Homatropina: os efeitos dos agentes anticolinérgicos incluem secura da boca com dificuldade de salivação, sede, dilatação das pupilas com perda da acomodação e fotofobia33, aumento da pressão intra- ocular, vermelhidão e secura da pele, bradicardia23 transitória seguida de taquicardia29 com palpitações34 e arritmias, e vontade de urinar com dificuldade para tal, assim como redução no tônus e motilidade gastrintestinal determinando constipação35. Ocasionalmente vômitos8, vertigens36 e tonteiras podem ocorrer.


Contra-Indicações - MIGRANE
afecções vasculares obliterantes, insuficiência37 coronariana, hipertensão arterial38, insuficiência hepática39 severa, nefropatias e síndrome40 de Raynauld. Dispepsias ou, sabidamente portadores de alguma lesão da mucosa6 gástrica. Durante a gravidez41 e lactação9 só deverá ser empregado em casos de absoluta necessidade e sob orientação médica. No caso particular do ácido acetilsalicílico, que devido a vários mecanismos prolonga o tempo de sangramento, a sua utilização é contra- indicada em grávidas no fim da gestação, bem como em hemofílicos.


Indicações - MIGRANE
tratamento das cefaléias42 de origem vascular13, sobretudo enxaquecas43.


Apresentação - MIGRANE
cartucho contendo 4, 12, 20 e 120 comprimidos tamponados.





MIGRANE - Laboratório

Nenhum comentário:

Postar um comentário