ATROPINA 0,5% - 1%

Composição - ATROPINA
0,5% e1% contém respectivamente: sulfato deatropina 5 mg e 10 mg, veículo q.s.p. 1 ml. Veículo basicamente constituído de ácido bórico, citrato de sódio, edetato dissódico, polissorbato 80 e cloreto de benzalcônio.


Posologia e Administração - ATROPINA
instilar no saco conjuntival uma a duas gotas do colírio1, ou de acordo com o critério médico. O saco lacrimal deve ser comprimido por 1 ou 2 minutos, após a instilação do colírio1, para reduzir ou evitar a absorção sistêmica da droga. - Superdosagem: perante a presença de sinais2 de intoxicação sistêmica (ataxia3, alucinação4, incoerência verbal, hiperatividade, convulsão5) o paciente deverá ser encaminhado a um centro médico apropriado onde serão tomadas as condutas habituais para intoxicação muscarínica (atropínica). O uso da fisostigmina tem sido adotado para abolir o delírio6 e o coma7. O diazepan, em doses controladas, poderá evitar a convulsão5 e sedar o paciente ansioso. Para controle da febre8, principalmente em crianças, recomenda-se gelo e álcool em aplicação dérmica. O suporte artificial da respiração poderá ser necessário.


Precauções - ATROPINA
para evitar os efeitos sistêmicos, o colírio1 deverá ser instilado em dose e freqüência menores conforme a resposta do paciente. A pressão intra- ocular deve ser medida em pacientes idosos antes da droga ser administrada.


Reações adversas - ATROPINA
os anticolinérgicos podem causar aumento abrupto da pressão intra- ocular em olhos com ângulos estreitos ou com câmaras anteriores achatadas, precipitando um ataque de glaucoma9 por fechamento de ângulo, bem como em casos de glaucoma9 primário de ângulo aberto. A absorção sistêmica da Atropina poderá resultar em efeitos sobre o sistema nervoso10 central (ataxia3, alucinação4, incoerência verbal, hiperatividade, convulsão5 e febre8), principalmente em pacientes mais sensíveis (crianças e idosos). Podem ocorrer também taquicardia11, vasodilatação, retenção urinária12 e decréscimo da secreção salivar. A Atropina ocasionalmente causa irritação local dos olhos e em pessoas susceptíveis pode produzir dilatação da pálpebra e conjuntivite13. Com o uso contínuo da droga, a conjuntivite13 pode se tornar crônica.


Contra-Indicações - ATROPINA
nos casos de hipertensão14 do globo ocular e glaucoma9.


Indicações - ATROPINA
para obtenção de midríase e cicloplegia.


Apresentação - ATROPINA
colírio1 apresentado em frasco plástico conta- gotas, hermeticamente fechado e estéril, com 5 ml.





ATROPINA 0,5% - 1% - Laboratório

Nenhum comentário:

Postar um comentário